Inscription newsletter

Recevez les nouvelles et les avis de promotions spéciales

Samba só

Alfredo Del-Penho
Disques: MPB

Available now

18,49 € TTC

Fiche technique Disques

Timbre Independiente
Style MPB
Année d'origine Édition 2018
Compilation No

En savoir plus

Edición en formato Digipack.

O cantor, compositor, músico e ator fluminense Alfredo Del-Penho tinha planejado lançar em 2018 um terceiro álbum solo com repertório inteiramente dedicado à obra do compositor Nei Lopes, bamba do samba carioca.
Contudo, a contínua profusão de músicas inéditas do cancioneiro autoral de Del-Penho forçou uma alteração de plano.
Terceiro título de discografia solo iniciada há três anos com as edições simultâneas dos CDs Pra essa gente boa (2015) e Samba sujo (2015), o álbum Samba só chega ao mercado fonográfico neste mês de dezembro de 2018 com 15 músicas autorais, compostas por Del-Penho com diversos parceiros e registradas solitariamente pelo autor com o toque do próprio violão de sete cordas.
Um desses parceiros é justamente Nei Lopes, autor da letra de Mantém isso aí e dos versos da segunda parte de Já deu o que tinha que dar.
Das 15 músicas da safra autoral do disco, somente uma, Quando eu te esqueci, já tinha registro fonográfico anterior (no caso, feito no álbum Samba sujo). As demais são inéditas.
Formado por compositores de três gerações da música brasileira, o time de parceiros de Alfredo Del-Penho no álbum Samba só é formado por Chico César, Delcio Carvalho (1939 – 2013), João Cavalcanti, Joyce Moreno, Nei Lopes, Paulo César Pinheiro, Pedro Miranda e Zélia Duncan.
O próprio Del-Penho assina a produção musical (com Gustavo Krebs) e os arranjos do álbum Samba só, também assinando sozinho sambas como A vida espera em cada esquina, Quando eu te perdi (Eu juro) e Tudo é milagre.
Chico César é o parceiro de Não há mais espaço para nossa amizade e de O amor e a liberdade. Delcio Carvalho fez a letra do samba-ijexá Canto das gaivotas. João Cavalcanti é coautor de Pra quem quiser escutar.
Com Joyce Moreno, com quem Del-Penho acaba de lançar disco ao vivo com registro de show centrado na obra do compositor Sidney Miller (1945 – 1980), o artista assina Depois da hora, samba com bossa.
Pedro Miranda é o autor dos versos de Desengaiola, escritos após leitura de poema de Mario Quintana (1906 – 1994). Paulo César Pinheiro assina os versos de Relance e de Última esperança. Zélia Duncan é a letrista de Longe de tudo.

Themes

CD 1
1
Desengaiola
Alfredo Del-Penho - Pedro Miranda
2
Tudo é milagre
Alfredo Del-Penho
3
Mantém isso aí
Alfredo Del-Penho - Nei Lopes
4
Longe de tudo
Alfredo Del-Penho - Zélia Duncan
5
Depois da hora
Alfredo Del-Penho - Joyce Moreno
6
Não há mais espaço pra nossa amizade
Alfredo Del-Penho - Chico César
7
Já deu o que tinha que dar
Alfredo Del-Penho - Nei Lopes
8
O amor e a liberdade
Alfredo Del-Penho - Chico César
9
Canto das gaivotas
Alfredo Del-Penho - Délcio Carvalho
10
Última esperança
Alfredo Del-Penho - Paulo César Pinheiro
11
Quando te perdi (Eu juro)
Alfredo Del-Penho
12
Relance
Alfredo Del-Penho - Paulo César Pinheiro
13
A vida espera em cada esquina
Alfredo Del-Penho
14
Pra quem quiser escutar
Alfredo Del-Penho - João Cavalcanti
15
Quando te esqueci
Alfredo Del-Penho