Ofertas

Suscripción Newsletter

Recibe noticias y avisos de promociones especiales

Aquario

Verônica Ferriani
Discos: MPB

Disponible

18,49 € impuestos inc.

Ficha técnica Discos

Sello Independiente
Estilo MPB
Año de Edición Original 2018

Más

Verônica Ferriani (voz)

Diogo Strausz (teclados, sintetizadores, bajo, programaciones, arreglos, producción), Guilherme Ribeiro (piano, órgano), Marcelo Cabral (bajo), Samuel Fraga y Patrick Laplan (batería), Maurício Badé (percusión), Allan Abbadia (trombón), Natan Oliveira (trompeta) y cuarteto de cuerdas.

Participación especial de: Mestrinho (acordeón), Manoel Cordeiro (piano eléctrico), Teco Cardoso (pife).

Edición en formato Digipack.

Excelente cuarto disco individual de la cantante Verônica Meirelles Pereira Ferriani (Ribeirão Preto, SP, 1978), que en su álbum anterior 'Porque a boca fala aquilo do que o coração tá cheio' (2013) se reveló también como muy original compositora. Cuidadosamente producido por Diogo Strausz, uno de los productores de moda, el tono confesional femenino y la temática amorosa, dejan paso a temas colectivos, sociales y existenciales, contemporáneos.

"Tropeça na língua / Quem é de falar / Fora do eixo / Fora da caixa", alerta Verônica Ferriani nos versos de Desajustada, primeira das 12 músicas autorais de Aquário, quarto álbum dessa boa cantora paulista que se revelou surpreendente compositora no jorro livre do álbum anterior, Porque a boca fala aquilo do que o coração tá cheio (2013), lançado há cinco anos.
Ferriani é de falar (muito) através da música sem tropeçar na língua. Produzido por Diogo Strausz e lançado de forma independente, com direito à caprichada edição em CD, o álbum Aquário propõe outro mergulho fundo no fluxo intenso e a aparentemente intuitivo da obra autoral da artista. Nesse sentido, o cancioneiro de Ferriani somente encontra paralelo com a obra de Vanessa da Mata. Como a colega mato-grossense, Ferriani é compositora que parece fazer música em métrica toda própria, de jeito livre e original, sem encaixar melodias em fórmulas pré-fabricadas. A diferença é que o cancioneiro de Ferriani soa menos palatável por se recusar a falar a língua básica do pop. Embora imerso em ambiência contemporânea, o álbum Aquário exige algumas audições para que fiquem mais evidentes as belezas entranhadas em músicas como Amado imortal – faixa em que Strausz esboça clima épico ao combinar cordas e vozes no arranjo – e Sabe lá (...)
Única música assinada por Ferriani com parceiro (no caso, a escritora Clarice Peluso), Nave mira o formalismo da construção buarquiana e recupera o pulso do disco. Já De repente volta a evidenciar a afinidade entre a artista e o produtor neste álbum em que o aquário é metáfora que alude às grandes cidades em que homens e mulheres se afogam pela falta de comunicação ou pelos tropeços na hora de falar. Dentro do fluxo de Aquário, Verônica Ferriani se move com pulso e voz ativa por cancioneiro que fala aquilo do que o coração urbano está cheio." Mauro Ferreira (g1.globo.com)

Temas

CD 1
1
Desajustada
Verônica Ferriani
2
Bussola
Verônica Ferriani
3
Amadurecer
Verônica Ferriani
4
Nomes de homem
Verônica Ferriani
5
Eva
Verônica Ferriani
6
Ponto de fuga
Verônica Ferriani
7
Desde que o fracasso lhe subiu à cabeça
Verônica Ferriani
8
Nave
Verônica Ferriani - Clarice Peluso
9
De repente
Verônica Ferriani
10
É só o amor
Verônica Ferriani
11
Amado imortal
Verônica Ferriani
12
Sabe lá
Verônica Ferriani