Suscripción Newsletter

Recibe noticias y avisos de promociones especiales

Saudade

Alceu Valença
Discos: MPB Nordeste

Próximamente disponible

16,61 € impuestos inc.

Ficha técnica Discos

Sello Deck
Estilo MPB Nordeste
Año de Edición Original 2021

Más

Alceu Valença (voz, guitarra acústica)

"Segundo título da trilogia de álbuns gravados somente com a voz e o violão de Alceu Valença, formato até então inédito na discografia do elétrico artista, Saudade segue roteiro próprio – assim como o antecessor Sem pensar no amanhã (2021), lançado em março – ao encadear duas músicas novas com nove composições apresentadas pelo cantador ao longo da carreira iniciada no alvorecer da década de 1970.
No caso do álbum Saudade, Alceu segue o itinerário carioca do desejo que move este disco aberto por samba inédito Era verão (2021), flash memorialista da chegada do pernambucano ao Rio de Janeiro (RJ), “cidade no cio”, focada com o “olhar estrangeiro” do iniciante migrante, como enfatiza em versos do samba.
Na costura de Saudade, é como se a “morena de Copacabana” citada no samba Era verão fosse a “linda morena” de Tropicana (Alceu Valença e Vicente Barreto, 1982) – ora abordada com sabor mais doce pelo artista de 75 anos completados em 1º de julho – e a “moça bonita” de Como dois animais (1982), música de sensualidade entranhada em todos os poros.
A exemplo do disco anterior Sem pensar no amanhã, a costura do repertório do álbum Saudade faz sentido e é valorizada pela excelente qualidade técnica do som captado por Matheus Gomes no estúdio Tambor, na cidade do Rio de Janeiro (RJ).
Na embolada do tempo de Alceu Valença, Ai de ti, Copacabana (2005) – canção inspirada pelo universo do cronista Rubem Braga (1913 – 1990) – segue fluente pela orla carioca que também banha o caminhar de Andar, andar (1990) porque, na metade inicial do álbum, tudo vira desejo de encontrar a musa amada na cidade que vive no cio.
Tesoura do desejo (1992) reforça a costura, cortando a onda ao avisar que o sonho pode virar pesadelo. Solidão (1984) anuncia o descompasso do coração no passo desse disco que caminha para expiar a saudade dos amigos confinados na inédita e melancólica música-título, previamente apresentada em single editado em 9 de julho.
Na sequência do álbum gravado com produção musical feita por Rafael Ramos com o próprio Alceu Valença, o obscuro Samba do tempo (1985) dilata a rota filosófica do disco com suavidade evocativa do clima da bossa carioca. Bossa também entranhada nos atuais contornos de Ladeiras (1994), reminiscências de desejos vividos pelo artista na cidade-mulher natal, celebrada em Olinda (1985), destino final do álbum Saudade." Muro Fereira (g1.globo.com, 23.07.2021)

Temas

CD 1
01
Era verão
Alceu Valença
02
Tropicana
Alceu Valença - Vicente
03
Como dois animais
Alceu Valença
04
Ai de ti Copacabana
Alceu Valença
05
Andar andar
Alceu Valença
06
Tesoura do desejo
Alceu Valença
07
Solidão
Alceu Valença
08
Saudade
Alceu Valença
09
Samba do tempo
Alceu Valença
10
Ladeiras
Alceu Valença
11
Olinda
Alceu Valença